Buscar
  • multipla

Novembro Azul: saúde do homem

Segundo o Instituto Lado a Lado pela Vida, precursor da campanha Novembro Azul no país, a falta de informação, o preconceito e a vergonha são algumas das razões que levam o público masculino a deixar de lado procedimentos simples, rápidos, indolores e fundamentais para identificar doenças, como o câncer de próstata.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam para 65.840 novos casos da doença a cada ano, entre 2020 e 2022. Por isso, neste mês, diversas ações são intensificadas em todo o país na tentativa de conscientizar os homens quanto à importância de cuidar da própria saúde. 


De acordo com o médico generalista da rede SUS, Gustavo Mariano Rodrigues Santos, dentre os fatores de risco que aumentam a probabilidade deste tipo de enfermidade estão homens acima de 55 anos, com excesso de peso e obesidade, a etnia (o risco em negros é quase duas vezes maior que em brancos), além do histórico familiar, principalmente se o parente de primeiro grau é diagnosticado antes dos 55 anos.


“Quando se faz o rastreio, cerca de 60% dos pacientes recebem o diagnostico em uma fase completamente assintomática, com o tumor restrito. Já a doença localmente avançada evolui com sintomas de obstrução urinária como hesitação, jato intermitente e/ou fraco), podendo existir sangue na urina ou no esperma, por exemplo”, afirmou.


Ainda segundo Santos, o câncer pode ser detectado precocemente a partir de consultas com médico urologista, entrevista clínica e da história pregressa do paciente, seguindo com rastreamento e posterior biopsia para confirmação. 


No entanto, ainda existem tabus que impedem que muitos homens se cuidem, como o toque retal e o medo de ter complicações na função sexual. “O homem precisa cuidar melhor da sua saúde e buscar se informar. Para aqueles que decidirem realizar o toque, é importante ressaltar que o exame é rápido, seguro e indolor. Quanto a função sexual, o que pode acontecer, em casos em que é necessário a retirada da próstata, é a disfunção erétil pós-prostatectomia. Porém, é preciso ir além. É importante estar atento aos cuidados relacionados também à violência, ao tabagismo, ao etilismo e às principais doenças que o acomete, como o diabetes e a hipertensão. Para isso, o ideal é manter hábitos saudáveis, manter uma alimentação balanceada e praticar atividades físicas”, pontuou.


Fonte: Portal O Tempo.

0 visualização

A Múltipla tem uma equipe de consultores em planos de saúde especialmente treinados para lhe oferecer o melhor.

INFORMAÇÕES DE CONTATO

Matriz

R. Felipe Camarão, 467​

Cidade Alta, Natal/RN

(84) 3222-1872 / 9 9818-9243

Filial

Rua Empresário João Rodrigues Alves, 125

Bancários, João Pessoa/PB - Delta Center, Torre B - Sala 906

(83) 2179-7972

atendimento@corretoramultipla.com.br

Copyright © 2020 - Todos os Direitos Reservados MULTIPLA CORRETORA DE SEGUROS LTDA